NOTÍCIAS
Telemedicina entrou na rotina dos brasileiros na Covid-19
Por: Da Redação da Abranet* - 22/06/2021

Uma pesquisa realizada pela empresa de computação em nuvem Sinch, com 2,8 mil pessoas de mais de 40 países, entre eles, o Brasil, mostra que 38% da amostra global utilizou a telemedicina durante a pandemia de Covid-19. Os percentuais mais altos foram identificados na Índia (65%), Estados Unidos (48%) e Brasil (43%).

Dentre os adeptos das consultas online, 71% começaram a cuidar da saúde com ferramentas digitais durante a pandemia. No Brasil, 65% da população que não utiliza a telemedicina a considera útil, mas não tiveram oportunidade de experimentá-la porque seus planos de saúde não oferecem consultas virtuais.

Mais do que mudanças pontuais, a pandemia fez com que muitas pessoas repensassem seus hábitos a longo prazo. De acordo com os dados coletados pela Sinch, 58% vão evitar aglomerações mesmo com o fim da pandemia, 52% vão evitar viagens desnecessárias e 49% vão fazer compras online com mais frequência.

De acordo com a pesquisa feita pela Sinch, o aproveitamento de cada recurso tecnológico para o cuidado com a saúde varia em cada País. No Brasil, 43% utilizam canais digitais para agendar consultas, 50% para confirmar agendamentos e 17% para avaliações médicas. 46% foram alertados por mensagens móveis sobre casos de COVID-19 em suas regiões, enquanto 23% receberam comunicados enviados por seus planos de saúde.

Além da nacionalidade, outro critério impacta a relação do usuário com a tecnologia nos cuidados com a saúde: a idade. Os millennials (nascidos entre 1981 e 1996) são mais propensos a usarem smartphones para interações de saúde. 44% dos jovens desta geração fizeram consultas médicas online. Já entre os usuários da Geração X (1965 - 1980) e Baby Boomers (1946 - 1964), o número diminui para 35% e 22%, respectivamente.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
09/09/2021
31/08/2021
16/07/2021
13/07/2021
05/07/2021
22/06/2021
07/06/2021
25/05/2021
10/05/2021
30/04/2021


Copyright © 2014-2021         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital